2 factor authentication
Michele Lopes
4 min

Autenticação de 2 fatores, 2FA, two-step verification, dual-factor authentication, two-factor authentication… Todos esses nomes referem-se à uma forma utilizada para aumentar a segurança de plataformas, softwares e qualquer sistema que guarde informações e necessitam de identificação do usuário.

Você já deve ter passado pela situação de tentar acessar alguma conta, utilizando usuário e senha e, na sequência, a plataforma solicitou uma forma de confirmar seu acesso por SMS, e-mail ou algo do tipo – isso é um dos jeitos de realizar a autenticação de dois fatores.

Esse é um modelo de autenticação aderido por grandes nomes do meio digital, como Google, Facebook, Apple e Microsoft. Mas calma, vou explicar os diferentes tipos de 2FA e porque eles têm sido cada vez mais utilizados como camadas de segurança para acessos em plataformas e softwares.

O QUE É O TWO FACTOR AUTHENTICATION?

Para começar, vale lembrar que essa não é exatamente uma técnica de segurança nova, mas que tem sido modernizada com o passar dos anos.

Por exemplo, bancos costumavam entregar um aparelho de token ou um cartão de segurança com combinações numéricas para confirmar sua autorização em transações online, e isso já era uma forma de autenticação de dois fatores.

Esse método consiste em combinar dois formatos diferentes de autenticação para confirmar e validar uma solicitação de acesso, como o login e senha de um e-mail + código numérico enviado por SMS no celular do proprietário da conta.

Com este tipo de autenticação, cria-se uma nova “barreira” de proteção contra ataques maliciosos. Apesar de não ser impenetrável, o índice de decodificação deste tipo de proteção é muito menor devido à sua complexidade. Quanto mais “personalizada” for a forma de autenticação, como códigos gerados no momento do acesso, maior a segurança oferecida.

QUAIS OS TIPOS DE VERIFICAÇÃO?

Como falei, o 2FA funciona com uma combinação de duas formas de autenticação. Normalmente, a primeira autenticação é feita por um nome de usuário e senha. Após isso, a segunda etapa da verificação pode variar de uma plataforma para outra, mas as mais utilizadas são:

  • Código de verificação ou senha única gerados por app
  • Código de verificação enviado por SMS ou e-mail
  • Notificação PUSH
  • Chaves U2F
  • Biometria, leitura facial ou ocular

Estas são as principais formas de autenticação com duas etapas de verificação utilizadas por grandes empresas.

MAMBO + AUTENTICAÇÃO DE 2 FATORES (2FA)

Como forma de aumentar e otimizar a segurança dos dados obtidos e armazenados na Mambo, implementamos em nosso software a autenticação de 2 fatores (2FA) para os usuários administradores do sistema. 

Hoje, utilizamos uma integração com o Google Authenticator, uma ferramenta Google criada justamente para auxiliar profissionais a implementar essa tecnologia de segurança em suas plataformas digitais e sistemas.

Caso você já seja um administrador ou queira saber como funciona a autenticação de dois fatores na Mambo WiFi, você pode ver um passo a passo de como ativar ou desativar essa função em nossa base de conhecimento.

Lembrando que a Mambo WiFi é um sistema de hotspot que auxilia na gestão de WiFi e captação de dados de clientes e visitantes pelo mesmo, seguindo todas as regras e normas estabelecidas pelo Marco Civil da Internet e Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Para conhecer mais sobre nosso produto, você pode marcar um bate-papo com um de nossos especialistas clicando aqui.

Sobre a autora:
Michele Lopes – Analista de Marketing
Amante de tecnologia e marketing, mãe de pet e apaixonada por pessoas
• Linkedin