fbpx
Redação Mambo
6 min

Este é um artigo totalmente informativo sobre algo que me perguntam muito: Qual a diferença entre WiFi Profissional, 3G, 4G e o famigerado 5G?

Muito bem, é sobre isso que eu quero conversar com você hoje.

Saiba mais: Como Funciona a Exibição de Vídeos no WiFi com o Hotspot Mambo

Questões técnicas entre WiFi Profissional, 3G, 4G ou 5G

À medida que o número de usuários de dispositivos móveis no mundo todo aumenta, as redes móveis precisam se adaptar para lidar com as novas exigências destes usuários e as extensas demandas de dados.

Cada avanço no desempenho ou na capacidade da rede é chamado de “nova geração”.

Por exemplo, a rede 3G é a terceira geração após as redes 1G e 2G.

Com a rede 3G, os smartphones têm, em geral, velocidades de download de até, aproximadamente, 2 Mbps (megabits por segundo).

Em comparação, às redes 4G permitem download a velocidades de cerca de 3 a 5 Mbps, que é quase a mesma velocidade que muitos computadores domésticos recebem via modem a cabo ou DSL.

A velocidade de download de pico das redes 5G é de até 20.480 Mbps, o que representa um enorme avanço, se comparado a qualquer geração anterior.

velocidade de download 3g 4g e 5g

Com uma geração de rede mais alta, há uma maior capacidade, o que significa que a rede pode suportar um maior número de usuários a qualquer momento.

Ela também permite download de taxas de dados mais altas, de modo que as aplicações de multimídia, tais como videochamadas ou serviços de streaming como o YouTube, funcionam mais facilmente.

Saiba mais em: Marco Civil e LGPD: qual a diferença entre as leis e o que muda na prática?

O que é latência

Outro conceito a ser explicado é a latência, que nada mais é do que o tempo de resposta entre uma ação e sua reação.

Latência e velocidade são inversamente proporcionais, ou seja, quanto menor a latência, maior a velocidade.

Latência é muito importante quando se usa a internet para certos comandos, como em IoT (Internet das Coisas).

A Internet das Coisas é uma rede de objetos inteligentes, que recebem comandos, enviam dados e realizam tarefas.

Para que eles funcionem de forma adequada e fluida, é essencial que o tempo entre um comando e uma ação (ou seja, a latência) seja o menor possível.

Um carro autônomo, por exemplo, precisa de uma latência muito baixa para que, ao detectar um objeto na pista, consiga frear antes de atingi-lo.

As redes 5G serão muito importantes para a Internet das Coisas, pois a sua latência será muito menor que a das redes 4G. Comparáveis com a latência das redes de WiFi Corporativo, por exemplo. Que entre todas, ainda são as menores.

latência das redes de wifi corporativo

Veja em seguida: Filtro de Conteúdo: Otimizando sua gestão de rede

Internet Móvel (xG) vs Rede Wireless (Wi-Fi)

WiFi Profissional

Sem dúvida, a mais veloz das soluções apresentadas até aqui. E ainda conta com outras vantagens. 

Manter a segurança de redes corporativas é um desafio constante para a equipe técnica de informática em uma empresa.

Nesse sentido, é possível adotar alguns cuidados básicos e avançados com o intuito principal de evitar invasões por terceiros mal intencionados, que visam cometer crimes cibernéticos, bem como demais ameaças que rondam o sistema WiFi.

De posse dessas informações, entenda a seguir sobre a importância de se investir na segurança de um WiFi na modalidade corporativa:

  • os funcionários têm maior confiança na rede e conseguem ter uma produção adequada;
  • há menos riscos de roubos e danos ao sistema;
  • o acesso à rede por dispositivos desconhecidos e não autorizados é bloqueado;
  • a empresa ganha mais confiança perante o mercado e a sua reputação aumenta.
mais segurança na sua rede com wifi profissional

3G

O 3G foi uma grande evolução das redes móveis por ter uma transmissão de dados muito veloz.

Por isso, é capaz de operar por um preço menor do que os anteriores e consegue suportar ainda mais volume de voz e de dados. 

Com a rede 3G, os smartphones conseguem, em geral, download de até 2 Mbps (megabits por segundo).

O 3G surgiu no Brasil em 2004, com uma área de cobertura limitada a determinadas regiões. Em 2007, a maioria das operadoras já oferecia esse serviço.

Hoje em dia, o 3G está disponível para 99,3% da população brasileira. 

4G

A quarta geração da rede móvel, o 4G, começou a funcionar no início dos anos 2010 e trouxe melhorias significativas na velocidade de conexão, na capacidade de tráfego de dados e na estabilidade do sinal.

Conhecido oficialmente como rede LTE (de Long Term Evolution, ou Evolução a Longo Prazo, em tradução livre), o 4G permitiu a transmissão de vídeos em tempo real nos celulares, por exemplo.

Ou seja: você, que gosta de assistir suas séries enquanto vai para o trabalho, deve agradecer ao 4G por isso.

No Brasil, a velocidade média da internet móvel 4G em 2018 era 19,67 Mbps, segundo o relatório da empresa Open Signal – quase o dobro do 3G na época.

Mais sobre Wi-fi: O que é um captive portal e por que você precisa dele em sua rede WiFi

5G

A Quinta Geração da Telefonia Móvel (5G) é a mais nova tecnologia para o transporte de dados em redes de dispositivos móveis.

Ela sucede gerações que trouxeram avanços importantes, mas as suas vantagens prometem mudanças que, até então, seriam inviáveis com o 4G.

A nova tecnologia opera com frequências para transportar informações pelo ar, assim como as gerações anteriores.

A diferença dela é que as frequências são mais altas e menos confusas, o que acelera o tempo de transmissão dos dados.

O sinal das redes de internet sem fio é facilmente bloqueado por árvores e edifícios. Para contornar esse desafio, a implementação do 5G exige uma quantidade maior de antenas. 

Dessa forma, a capacidade da rede sem fio se torna ainda mais eficiente.

Gostou do artigo de hoje? Então, continue acompanhando o Blog.


Estou sempre trazendo dicas, notícias e novidades sobre o universo das tecnologias para comunicação.


Agradeço a leitura e até a próxima!