fbpx
wifi marketing
Redação Mambo
7 min

O artigo de hoje é aquele completão, vou mostrar para você um compilado com 10 dicas de WiFi Marketing para você colocar em prática e acabar de vez com as suas dúvidas sobre o que fazer e quando fazer.

Tem mais, também quero apresentar soluções práticas para você aplicar cada uma dessas dicas no dia a dia da sua empresa.

Então, vamos lá, vem ver comigo as 10 dicas de WiFi marketing que vão acabar de vez com todas as suas dúvidas.

Fique confortável e aproveite a leitura! 

Saiba mais: Como Funciona a Exibição de Vídeos no WiFi com o Hotspot Mambo

1. Entenda realmente o que é o WiFi marketing 

Para entender como funciona o WiFi Marketing, é importante esclarecer primeiro o que é um Hotspot WiFi.

Hotspot é como é chamado qualquer ponto onde existe uma rede de conexão sem fio disponível, de maneira gratuita ou paga.

Também chamamos de Hotspot Social quando o ponto de conexão WiFi aberto e gratuito possui acesso liberado via login social — que pode ser feito com contas de redes como Facebook, Instagram, Google ou até um número de celular.

Ou seja, um Hotspot é um caminho para oferecer WiFi para clientes e visitantes de forma mais segura e com melhor qualidade de conexão.

O WiFi Marketing, enfim, é uma estratégia de marketing e divulgação que usa como base uma conexão no Hotspot, seja via cadastro ou via login social, podendo gerar engajamento em redes sociais, criar um banco de dados dos clientes e criar ações personalizadas para atrair e fidelizar essas pessoas.

Isso é possível porque, quando o cliente se conecta a uma rede WiFi usando um login social ou preenchendo um cadastro, o estabelecimento passa a ter acesso a uma série de dados valiosos sobre ele.

Agora vamos às dicas de WiFi marketing para você colocar em prática na sua empresa. 

Saiba mais em: Marco Civil e LGPD: qual a diferença entre as leis e o que muda na prática?

2. Mantenha as informações de acesso fáceis

Deixe claro e visível para as pessoas a informação de que no seu estabelecimento há conexão WiFi para clientes. Coloque a informação sobre a disponibilidade do WiFi em locais de fácil acesso, como placas e cardápios. 

Dessa forma, mais pessoas ficarão cientes dessa comodidade e se sentirão encorajadas a se conectar no seu hotspot WiFi, gerando um maior número de cadastros no seu banco de dados.

3. Defina um limite de banda por usuário

Compartilhar ou fazer download de arquivos pesados, jogos online e streaming de vídeo de alta qualidade são algumas atividades que consomem muita banda por usuário, o que pode reduzir a velocidade da conexão de todos os outros clientes que estiverem usando o WiFi.

Sendo assim, configurar o balanceamento da rede é essencial para que uma única pessoa não consuma toda a sua banda de internet sozinha.

Este balanceamento é uma configuração que limita a quantidade de rede disponível para cada usuário.

Com ele, cada pessoa recebe a quantidade de dados  suficiente para as ações mais básicas (como navegar nas redes sociais, ler e-mails, trocar mensagens e assistir vídeos em formato web).

Assim, todos os visitantes e usuários da rede podem navegar de forma satisfatória.

Veja em seguida: Filtro de Conteúdo: Otimizando sua gestão de rede

4. Conheça bem as preferências do seu público

A necessidade de se registrar para poder desfrutar do acesso gratuito à Internet faz com que os usuários forneçam dados de grande relevância e, assim, você pode obter informações sobre quem entrou na sua empresa.

Se você tiver um CRM, essas informações ajudarão sua organização a expandir o seu banco de dados ou, no mínimo, a conhecer melhor os seus clientes potenciais e atuais.

Caso você não trabalhe com um CRM, não tem problema, basta fazer uma boa gestão dos dados em seu software de gestão de hotspot para garantir que essas informações se tornem ações relevantes mais tarde.

5. Faça pesquisas de satisfação periódicas

Caso seja relevante para sua organização uma avaliação do produto ou serviço prestado, é interessante enviar rápidas campanhas de pesquisa para ter o feedback imediato do cliente.

Uma boa estratégia é perguntar sobre como foi a experiência no seu estabelecimento ou até mesmo de algum item específico. Tudo isso diretamente pela conexão WiFi.

6. Trabalhe o E-mail Marketing com os dados coletados no WiFi

O e-mail marketing é um meio de comunicação muito utilizado para entregar conteúdos como promoções, informações sobre produtos e curiosidades para os clientes.

Hoje em dia existem ferramentas de e-mail marketing simples, fáceis de usar e com planos bastante acessíveis.

Vale a pena fazer esse pequeno investimento e montar e-mails para visitantes e clientes, deixando todo mundo informado sobre as promoções e novidades do seu negócio.

Mais sobre WiFi: O que é um captive portal e por que você precisa dele em sua rede WiFi

7. Invista em Inbound Marketing

Criado nos Estados Unidos, esse conceito começou a se popularizar em 2009 e vem sendo utilizado como estratégia de vendas por vários setores, inclusive entre os provedores de internet. 

Para quem não conhece, o Inbound Marketing é um conjunto de estratégias para que o cliente procure pela empresa e não o contrário.

Parte da estratégia consiste na divulgação de materiais e conteúdos que instigam a curiosidade e o desejo de compra do público.

Os conteúdos podem ser planejados em diversos formatos, incluindo ebooks, textos para blogs e documentos longos mais aprofundados (conhecidos como “whitepapers”).

Depois de atrair o indivíduo, é realizado o trabalho de relacionamento com o potencial cliente, respeitando sempre o funil de vendas.

Sendo assim, é fundamental seguir o passo a passo para transformar esse visitante em cliente, mantendo uma relação que entrega produtos, serviços, conteúdo, informação e conhecimento.  

8. Tenha uma estratégia por trás de cada ação

Os dados coletados também podem servir para repensar o negócio e auxiliar na tomada de decisões.

Ao ter acesso a informações como a quantidade de usuários que logaram em sua rede e confrontá-las com a circulação de pessoas no local por horário, por exemplo, a empresa conta com números concretos para embasar futuras decisões estratégicas para aumentar suas vendas, como promoções para horários de maior movimento.

Manter uma base de usuários atualizada fornece, também, subsídios para que o empreendedor possa atuar de forma preventiva, por meio da mensuração da satisfação dos clientes e identificação de possíveis pontos de crise, como reclamações e obstáculos de vendas.

9. Personalize as ofertas

Clientes que já fizeram o login podem receber ofertas específicas. E elas podem ser ainda mais personalizadas, uma vez que você já coletou informações importantes a respeito dele, por exemplo: gênero, data de aniversário e dados demográficos.

10. Corte fora os usuários intrusos

Se você decidiu investir em uma infraestrutura adequada para otimizar a distribuição do WiFi, é possível que precise lidar com alguns acessos inadequados.

Usuários fora do seu estabelecimento que ficam “pendurados na rede”, ou até mesmo acessos com atividades suspeitas na rede do seu negócio, muitas vezes precisam ter seus dispositivos bloqueados.

A boa notícia é que, se você usa um software de gestão de hotspot, é possível identificar esses usuários recorrentes e configurar seu roteador para bloqueá-los da conexão ou restringir o seu tipo de acesso.

Espero que tenha gostado do conteúdo! E se quiser saber mais sobre como colocar todas essas dicas em prática hoje mesmo, você pode entrar em contato com um de nossos especialistas.

Agradeço a leitura e até mais.