fbpx
Redação Mambo
7 min

As 8 tendências de tecnologia para empresas formam o que eu gosto de chamar de “mercado do futuro”. Afinal de contas, elas apontam para as soluções que já estão sendo implementadas hoje e farão parte do nosso dia a dia nos próximos anos.

Quero reforçar que todos estes pontos que eu trago aqui são corroborados por especialistas em diversas áreas. Inclusive, faço questão de colocar as fontes para cada dado nos itens dessa lista.


Então muito bem, vamos começar. Fique confortável e aproveite a leitura! 

Saiba mais: Como Funciona a Exibição de Vídeos no WiFi com o Hotspot Mambo

1. Soluções remotas

soluções remotas

O trabalho remoto já era uma tendência de tecnologia para as empresas, mas foi acelerado devido à pandemia.

Com maior flexibilização do horário e ambiente de trabalho, a tendência é que muitas empresas ofereçam a opção de trabalho em home office, tornando possível o trabalho de qualquer lugar, inclusive com profissionais alocados em diferentes países.

Hoje, diversas tecnologias têm ajudado a organizar e gerenciar este trabalho, fornecendo ferramentas necessárias para suprir as principais dores da ausência física.

Podemos citar os softwares de segurança de dados, plataformas de videoconferência, chats, gerenciamento de produtividade, entre outras.

2. Inteligência Artificial

inteligência artificial

Segundo a Bain & Company, a primeira tendência de tecnologia para empresas é a do Edge AI (inteligência artificial avançada). 

Considerada a próxima onda de inteligência artificial, é uma infraestrutura de rede que possibilita que algoritmos de inteligência artificial sejam executados na extremidade de uma rede, ou seja, mais perto ou até mesmo nos dispositivos que coletam os dados. Na prática, seria a AI ser executada pelo seu Smartphone, por exemplo. 

De acordo com a empresa, a aceleração do movimento aconteceu principalmente pelas mudanças repentinas no tráfego de rede que acompanharam os bloqueios da covid-19 e a necessidade de trabalhar em casa.

Os benefícios desta tendência incluem a preservação da largura de banda e o aumento da eficiência ao processar as informações mais perto dos usuários e dispositivos ao invés de enviar esses dados para processamento em locais centrais na nuvem.

Ao incorporar IA localmente, os fabricantes podem reduzir os problemas de latência e acelerar a geração de insights, enquanto diminuem o uso e o custo dos serviços em nuvem.

Saiba mais em: Marco Civil e LGPD: qual a diferença entre as leis e o que muda na prática?

3. Informações para empresas (Data Fabric)

data fabric

Uma das principais tecnologias para 2022 é a implementação do Data Fabric.

Basicamente, o conceito pode ser entendido como uma arquitetura ou um conjunto de serviços de dados que consegue fornecer recursos consistentes em um ambiente multi-cloud.

Dessa forma, o recurso proporciona uma arquitetura robusta capaz de criar padrões nas práticas de gerenciamento de dados que são armazenados na nuvem em dispositivos de borda ou on-premise.

Veja em seguida: Filtro de Conteúdo: Otimizando sua gestão de rede

4. Big Data

big data

2.5 exabytes de dados. Essa é a quantidade de dados produzidos diariamente. Quer um comparativo? A cada 2 dias o mundo hoje produz a mesma quantidade de dados que o ser humano levaria quase 4 mil anos para produzir, antes da internet.

Nesse contexto surge o Big Data, o uso de grandes ou complexos volumes de dados.

O mercado movimenta bilhões de dólares e as técnicas de coleta são inúmeras: seu smartphone, websites, aplicativos, máquinas e carros estão coletando dados o tempo todo (mesmo que você não saiba disso).

Bancos de dados são vendidos, fornecidos e até mesmo cedidos para marcas que estudam seus clientes, registros públicos e estudos do estado, registros e logins de produtos e serviços, pesquisas de campo e empresas especializadas em Big Data.

Mais sobre Wi-fi: O que é um captive portal e por que você precisa dele em sua rede WiFi

5. Experiência 360º entre colaborador e empresa

experiência total

Quando uma estratégia de experiência total é executada com harmonia e sincronicidade, a empresa consegue entregar experiências realmente transformadoras e memoráveis para consumidores, colaboradores e todos os usuários de produtos e serviços digitais.

O estudo 12 Trends Shaping the Future of Digital Business aponta que, em 2026, 60% das grandes organizações usarão experiência total para transformar seus modelos de negócio, tornando defensores da marca os consumidores e colaboradores que mais performam.

6. Novas formas de comprar

estratégia multicanal

Novos modelos de trabalho fizeram com que o relacionamento entre funcionários, clientes e empresas seja prioritariamente digital e evidenciam a importância de uma estratégia multicanal.

As organizações precisam de uma estratégia de experiência total, conforme as interações se tornam mais móveis, virtuais e distribuídas. 

Soluções que consideram a experiência omnichannel do consumidor também impactam os funcionários. Quando o colaborador está mergulhado em tarefas operacionais e no atendimento, não tem tempo para atuar de forma estratégica.

Em contrapartida, quando motivada e inserida na transformação digital da empresa, a força de trabalho cria soluções melhores e mais assertivas, além de ter foco em entender e atender seus clientes.

7. 5G e WiFi para empresas

5G e WiFi para empresas

Entre idas e vindas, o leilão da tecnologia 5G está previsto somente para o final do primeiro semestre de 2022. Apesar de ainda demorar um pouco, a nova rede, considerada uma tendência de tecnologia, terá um papel de destaque nas empresas e o motivo é bem óbvio.

Mas vale lembrar que o 5G não irá substituir o WiFi. A conexão via provedor, de forma cabeada, fibra óptica e distribuída para sua casa ou empresa, é e sempre será mais avançada e estável do que qualquer conexão móvel. O WiFi, configurado de forma correta e com uma conexão estável, é melhor do que qualquer conexão móvel, atualmente.

Em 2021 as organizações perderam as contas de quantas videoconferências foram feitas desde que o trabalho remoto virou regra. O uso de aplicações em nuvem para essa colaboração digital exigiu uma atenção redobrada na conectividade.

De uma rede segura a maior largura de banda, o 5G será capaz de manter as operações on-line, quase sem interrupções. Ainda mais quando clientes e colaboradores estão mais dependentes de dispositivos conectados para realizarem suas demandas diárias.

Já os setores que fazem uso da Internet das Coisas Industrial (IIoT) vão precisar de maior agilidade no tráfego e processamento de dados para tomada de decisão em tempo real.

Com isso, elas não podem se dar ao luxo de estarem desconectadas. Daí o valor que o 5G irá agregar aos negócios. 

8. Serviços em Nuvem

serviços em nuvem

As plataformas nativas da nuvem são os principais destaques das tendências tecnológicas para 2022.

Esse termo refere-se a uma abordagem para executar aplicativos que aproveitam ao máximo um modelo de entrega de computação em nuvem em vez de um centro de dados local.

Assim como as abordagens nativas da nuvem mudaram a forma como a nuvem é usada, os CNSPs (Cloud Native Security Platform) estão reestruturando a forma como a nuvem é protegida.

Os CNSPs usam os principais recursos da computação em nuvem para fornecer recursos escalonáveis relacionados à TI “como um serviço” para criadores de tecnologia usando tecnologias de internet, entregando um tempo de retorno mais rápido e custos reduzidos.

A nuvem nativa se destaca por sua velocidade e agilidade.

Estudos prevêem que a nuvem nativa tenha um crescimento de mais de 95% das novas soluções e iniciativas digitais, praticamente 55% a mais do que foi em 2021.

Gostou da publicação de hoje? Então, continue acompanhando as postagens. 

Estou sempre trazendo dicas, notícias e novidades sobre o universo da tecnologia para as empresas.

Agradeço a leitura e até a próxima!